Alunos de Planalto do Oeste participam de ações do Setembro Amarelo

130

Os alunos do Pré I e II da Escola Municipal Willy Barth participaram nesta terça-feira (13) de uma ação a favor da vida, realizada em alusão ao Setembro Amarelo. As ações foram realizadas pela equipe da Unidade Básica de Saúde, juntamente com a Pastoral da Criança e Escola Municipal Willy Barth. A Agente Comunitária de Saúde, e Líder das Pastoral da Criança, Nelci Jahn, coordenou as atividades. Além de atividades recreativas foi realizada palestra com o Pastor Aldo da Rosa que falou sobre os motivos para agradecer pela vida. A ação contou com a presença das crianças, das mães e das professoras, além das profissionais da saúde do distrito de Planalto do Oeste.

SETEMBRO AMARELO
O mês de setembro é conhecido por Setembro Amarelo e traz à luz um assunto muito importante: o suicídio. O movimento do Setembro Amarelo é mundial e ocorre no Brasil desde 2014. Ele tem duração de 30 dias e foi escolhido para acontecer no nono mês do ano, pois o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Ele foi trazido ao Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria). O Setembro Amarelo é importante, pois o suicídio ainda é um assunto tabu em nossa sociedade, mesmo levando mais de 800 mil vidas por ano. As pessoas não falam sobre isso, mas não impede que seja uma prática comum.
Em 2014, um relatório da OMS (Organização Mundial da Saúde) apontou que o Brasil é o 8º país com a maior taxa de suicídios do mundo. O estudo ainda afirma que a cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio no mundo. E mais, para cada suicídio bem sucedido, há pelo menos 20 tentativas fracassadas. Porém, dos 194 países da OMS, apenas 60 coletam dados sobre o assunto e apenas 28 têm estratégias nacionais para a prevenção. A Organização Mundial da Saúde lançou outro dado preocupante: o suicídio já mata mais jovens no mundo do que o HIV. É a segunda maior causa de mortes na faixa etária de 15 aos 29 anos, perdendo apenas para acidentes de trânsito.
É necessário falar mais sobre o suicídio e o Setembro Amarelo é um modo de ajudar a dar voz a esse assunto. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. É necessário a pessoa buscar ajuda e atenção de quem está à sua volta.
A campanha conta também com diversas ações de rua, como caminhadas, passeios ciclísticos, passeios de motos e abordagens em locais públicos em várias cidade do Brasil.

Com informação,
Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Santa Rosa