Engenheiro de pesca analisa água do Lago Municipal Otto Edvino Jerke

358

O extensionista do Instituto Emater de Maripá, engenheiro de pesca, Eder Felipe Mörschbächer, visitou o Lago Municipal Otto Edvino Jerke na manhã desta terça-feira (04), para realizar testes e análise na água do lago. De acordo com o profissional da Emater o aspecto de “sujeira” que está flutuando no lago é provocado pela mortalidade de algas, que pode ser provocado pela variação diária do pH, fato este provocado pela baixa alcalinidade da água do viveiro (<10 mg/L CaCo3). Ainda conforme o profissional, uma hipótese da mortalidade dos peixes da espécie tilápia pode ser explicada pela infestação de parasitas que atinge somente essa espécie, não comprometendo os outros peixes que habitam o lago municipal.
A partir da análise do profissional da Emater, foi constatado que para minimizar o problema e evitar problemas futuros é necessária a colocação de calcário, com objetivo de correção da alcalinidade e aumento do pH. Como o número de peixes mortos é muito pequeno, não se justifica a aplicação de nenhum produto químico até o momento, se a situação se agravar nos próximos dias será feito uma nova avaliação.
A Prefeitura de Nova Santa Rosa está fazendo os procedimentos necessários para solução do problema encontrado no Lago Municipal.

Fotos: Emanuela Schaedler Schnekemberg

Com informação,
Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Santa Rosa.

Emanuela Schaedler Schnekemberg
Assessora de Comunicação – Portaria 345/2017.
Prefeitura de Nova Santa Rosa
Avenida Tucunduva, 833.
imprensa@novasantarosa.pr.gov.br
www.novasantarosa.pr.gov.br
(45) 3253-1144 – ramal 208 (Assessoria de Comunicação)